Shirley.comtudo
Open Panel
ALE-RR

Vem aí a 5ª Semana de Cultura Japonesa em Roraima

 

shirleycontudo

Cultura Japonesa ANIR 1 Foto Fábio Cavalcante

Evento vai acontecer entre os dias 19 e 26 de novembro, no Centro Cultural da ANIR.

Vem aí a 5ª Semana de Cultura Japonesa em Roraima

Um dos eventos mais esperados pela comunidade japonesa de Roraima, que começa nesta terça,19 e  vai até dia 26 de novembro. É a 5ª edição da Semana da Cultura Japonesa em Roraima, que vai acontecer no Centro Cultural da Associação Nipobrasileira de Roraima (ANIR) e vai contar com uma grande programação, além da presença da consul-geral do Japão no Brasil, Hitomi Sekiguchi.

A proposta do evento é difundir a cultura japonesa, que tem ganhado força com o passar dos anos desde que a ANIR começou a se estruturar. A associação congrega mais de 100 famílias de japoneses e descendentes e possui uma grande participação nas atividades culturais por brasileiros não descendentes.

Para celebrar essa cultura tão especial, a ANIR preparou uma grande programação eu envolve apresentações e oficinas de odori (dança tradicional japonesa), taiko (tambor japonês), artes marciais, origami (arte com dobraduras de papel), desenho de mangá e ikebana (arranjo com flores).   

Além disso, estão inclusas também duas palestras voltadas à saúde. Uma delas será proferida pela dr. Sayuri Itikawa, especialista em ortopedia, pós-graduada em Nutrologia e Medicina Integrativa (Longevidade Saudável), com o tema “Qualidade de Vida e Longevidade”.

A segunda palestra será ministrada pelo Dr. Kim Chan, médico cardiologista e cirurgião especialista em marca-passo formado pelo Instituto Dante Pazzanese, que vai abordar sobre doenças do coração.

 Postagens Anteriores

folha

Tribunal de Justiça de Roraima recebe reconhecimento em prêmio internacional por trabalho com imigrantes

 

shirleycontudo

casamentocoletivo1

A Vara da Justiça Itinerante leva diversos serviços jurídicos a imigrantes que residem em Boa Vista e no Interior do estado, alcançando somente este ano mais de mil atendimentos

Tribunal de Justiça de Roraima recebe reconhecimento em prêmio internacional por trabalho com imigrantes

O TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima), por meio da Vara da Justiça Itinerante, conquistou, em parceria com a Avsi Brasil (Associação Voluntários para o Serviço Internacional do Brasil), a segunda colocação no prêmio de ‘Inovação de ONGs da Acnur 2019’ (Agência da Onu para Refugiados). Concorreram, em diversas modalidades, 260 iniciativas de todo o mundo.

O Poder Judiciário de Roraima concorreu na categoria Parceria e foi reconhecido pela realização de casamentos coletivos e uniões estáveis para os refugiados. O serviço, segundo o titular da Vara da Justiça Itinerante, juiz Erick Linhares, ajuda a reconhecer os direitos, restaurar a dignidade e dar a sensação de pertencimento a diversos grupos de refugiados. O resultado foi anunciado recentemente,  na cidade de Genebra, na Suíça.

Para o magistrado, esse prêmio é o reconhecimento de todo o trabalho realizado em uma parceria com as ONGs (Organizações Não Governamentais) e os cartórios do 1º e 2º ofício de Boa Vista.

Juntos nós conseguimos levar um pouco de cidadania para essas pessoas que estão em situação de fragilidade. O prêmio também é um incentivo para continuarmos desenvolvendo este trabalho que tem gerado reflexos positivos para as pessoas que são atendidas”, comentou.

Até junho deste ano já foram realizados mais de 1.040 atendimentos judiciais a imigrantes. Foram 748 uniões estáveis; destas, 118 homoafetivas; 112 casamentos, sendo seis homoafetivos; 105 ações de guarda e custódia, 13 para casais homoafetivos; e mais 53 ações diversas, como retificações de registro de nascimento e reconhecimento de paternidade.

O tabelião do cartório Loureiro, Joziel Loureiro, acredita que as ações realizadas em parceria com o TJRR demonstram uma parceria que deu certo. “Realmente marcou a vida dessas pessoas, pois conseguiram ser interiorizadas, com o reconhecimento do vínculo familiar. Era o que elas precisavam conquistar. O prêmio nos enche de orgulho e nos dá mais vontade de continuar trabalhando”, comentou.

PRÊMIO - O Prêmio de Inovação de ONGs do Acnur 2019 procura soluções inovadoras e inclusivas realizadas em Parcerias e Conectividade. Para os organizadores, a parceria com uma gama mais ampla de atores melhora a capacidade coletiva de garantir melhores resultados, combinando e alavancando recursos e métodos. A parceria é um meio de maximizar o impacto que o trabalho tem na proteção, assistência e soluções que contribuem para melhorar a vida dos refugiados, comunidades anfitriãs, entre outros.

 Postagens Anteriores

folha

Começa hoje o Techstars Startup Weekend no Sebralab

 

shirleycontudo

startup weekend

Evento se estenderá até domingo, 17 

Começa hoje o Techstars Startup Weekend no Sebralab 

Se você tem uma ideia revolucionária e não sabe como tirar do papel ou se você tem um problema que quer resolver e não sabe por onde começar, o Techstars Startup Weekend é o lugar para você dar o pontapé inicial no seu projeto. Sendo um evento criado pela GOOGLE e promovido pela Techstars tem como objetivo realizar a construção de um negócio inovador em um final de semana.

O evento começa hoje e vai até dia 17, no Sebralab (Av. Major Williams, nº 608, São Pedro). As inscrições podem ser realizadas pela plataforma Sympla no link: https://www.sympla.com.br/techstars-startup-weekend-boa-vista__631226. O Startup Weekend é direcionado para empreendedores e aspirantes a empreendedores que podem descobrir se suas ideias de startups são viáveis. Nessa edição teremos espaços para Designers, Desenvolvedores e Empreendedores.   

“Durante o Startup Weekend os participantes terão que desenvolver uma Startup, que é um grupo de pessoas que iniciam um empreendimento com modelo de negócio inovador, escalável e repetível. Durante o evento será ensinado sobre o conceito de startup de modo prático. ”, explicou o analista do SEBRAE Roraima, Fransllyn Nascimento.

Na sexta-feira os participantes compartilham suas ideias e organizam os times. Durante o sábado e domingo as equipes se organizam para desenvolver as startups, e ao final do evento os times apresentam os seus projetos.

Para a realização do evento estão envolvidas empresas e algumas das instituições que compõem a comunidade de inovação de Boa Vista. Os apoiadores do evento são: Sebrae Roraima; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IFRR); Mélius Marketing Brasil (MMM); Patrulha Eureka; Plataforma 8; Ticket Phone; Aliança Comunicação; Amazônia Telecom; Bebidas Monte Roraima; Bellas & Nobres Estétics; FAL Distribuidora; Buriti Valley; Fundação Rede Amazônia (FRAN) e Acelera Amazônia.

SEMANA GLOBAL DE EMPREENDEDORISMO (SGE) – O Techstars Startup Weekend faz parte da programação da Semana Global de Empreendedorismo que ocorre durante todo o mês de novembro, tendo a Semana D de 18 a 24 de novembro. Durante a todo o mês serão realizadas diversas atividades com diferentes públicos e temáticas, sempre abordando o empreendedorismo de alguma maneira em todo o país. Nos últimos três anos, a SGE mobilizou no Brasil mais de 2,5 milhões de pessoas, com cerca de 10.000 atividades, fazendo da SGE Brasil a maior do mundo, com sete premiações internacionais.

 Postagens Anteriores

folha

Jalser Renier destinará recursos no Orçamento 2020 para incentivo à pesca

 

shirleycontudo

Associação pescadores Cantá 1

Em reunião com pescadores no Cantá, presidente da Assembleia Legislativa reafirmou que não apoia projetos que prejudiquem a categoria

Jalser Renier destinará recursos no Orçamento 2020 para incentivo à pesca

Para tranquilizar pescadores preocupados com o projeto de lei que quer proibir a pesca do tucunaré, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jalser Renier (SD), reafirmou que não apoia o projeto da maneira que foi enviado pelo Governo do Estado, por entender que ela prejudica milhares de famílias que vivem da pesca. Ele também anunciou que vai destinar para o Orçamento 2020 recursos específicos para aquisição de motores e canoas para incentivo à pesca em todo o Estado.

Em reunião realizada com pescadores do município do Cantá, no fim de semana, Jalser Renier afirmou entender as dificuldades enfrentadas por eles, citando que os pescadores precisam fazer um verdadeiro “malabarismo” e ter outra fonte de renda para conseguir sobreviver, pois, por não ter como resfriar o pescado, precisam vender a um preço mais baixo para atravessadores, saindo no prejuízo. “Estou presidente da Assembleia Legislativa e não faria nada que fosse prejudicar a classe dos pescadores porque sei das dificuldades que vocês têm.”, disse.

A preocupação dos pescadores se refere ao projeto de lei enviado pelo Governo no início de setembro, proibindo desde a captura até a comercialização do tucunaré, passando pelo embarque, transporte, processamento e a industrialização do peixe, liberando apenas o consumo. A intenção seria garantir a preservação da espécie. Uma das exceções seria a pesca esportiva, na qual os peixes são devolvidos após a captura. A multa prevista no projeto a quem desrespeitar a norma seria de R$ 3,6 mil a R$ 365 mil.

Jalser apontou inconstitucionalidades no projeto enviado pelo Executivo, como a violação à liberdade de exercício profissional e a criação de restrições ao exercício da profissão de pescador. “Além do que, existe uma lei federal que trata das normas gerais com relação à pesca, e o Estado de Roraima apenas poderia atuar no caso da inexistência dessa lei”, salientou.

O presidente da Federação das Colônias de Pescadores de Roraima, Rafael Pereira, foi enfático ao afirmar que os únicos beneficiados pela proposta do Governo do Estado são os praticantes da pesca esportiva, em sua maioria, pessoas de melhor poder aquisitivo e que não dependem desta atividade para viver. “O malhador não escolhe espécie. Se essa lei fosse aprovada na Assembleia, e se Deus quiser não vai, se caso fosse aprovado, o pescador ia ser prejudicado na ponta da canoa pelos órgãos ambientais”.

Ele lembrou que a pesca esportiva já é beneficiada com direito de exclusividade da prática no rio Itapará, sul do Estado, um dos mais famosos do mundo pelo tamanho dos tucunarés que habitam em suas águas. O discurso do pescador foi defendido pela presidente do Sindicato da Colônia dos Pescadores do Cantá, Elizângela Froes.

Os pescadores demonstraram preocupação por terem entendido que alguns deputados que participam das discussões se demonstraram favoráveis à proposta, mas diante do posicionamento do presidente da Assembleia Legislativa, disseram que se sentem mais confiantes de que a iniciativa será rejeitada.

 Postagens Anteriores

folha

Sesc abre hoje exposição 'Cosmologias – Mundos Makuxi' da artista roraimense Carmézia Emiliano

 

shirleycontudo

Desfiando algodão

Carmézia nasceu na comunidade indígena 'Maloca do Japó', no município de Normandia

Sesc abre hoje exposição 'Cosmologias – Mundos Makuxi' da artista roraimense Carmézia Emiliano

 Artista, indígena e macuxi, Carmézia Emiliano apresenta sua exposição 'Cosmologias – Mundos Makuxi', a partir desta quinta-feira, 14, às 16h, na Sede Administrativa do Sesc (centro). As visitas podem ser feitas em horário comercial, até o mês de fevereiro de 2020, e a entrada é gratuita.

            Carmézia nasceu na comunidade indígena 'Maloca do Japó', no município de Normandia, e depois de começar a produzir de forma autodidata viajou o Brasil divulgando seu trabalho. Ela é conhecida por ser artista indígena contemporânea, além de expor seu trabalho em diversos locais do Brasil, inspirar artigos, teses de mestrado, entre outros.

            A artista já foi premiada, homenageada e recebeu um livro 'Visualidades' pela Universidade Federal de Roraima (UFRR) no ano de 2016, que foi produzido pelos professores do curso de artes visuais com suas obras. No geral ela já expôs em mais de 30 eventos, sendo alguns deles nos estados de São Paulo, Goiás e Rio de Janeiro, por exemplo.

(Fonte: Ascom/Sesc)

 Postagens Anteriores

folha