Entre Parentes
Open Panel
Shirley

Entre Parentes

Parece sem sentido o ato voluntário de escrever. Escrever a quem e para quê? Escrever aos parentes para falar de um mundo amplo, tão amplo que não cabe nos olhos vivos, languidamente desenhados, tristemente desviados. Escrever com gosto, com cheiro forte, sobre um diálogo apimentado em um espaço vasto, tão vasto que arrodeia toda a nossa existência e, se deixarmos, pode mesmo nos engolir como aquele peixe grande.

 

JUVENTUDE INDÍGENA

Apresentamos o painel coletivo produzido durante o IV Encontro da Juventude Indígena, realizado pelo Conselho Indígena de Roraima - CIRR, nos dias 23, 24 e 25 de setembro, na comunidade da Barata, no município de Alto Alegre.

O Encontro reuniu jovens de várias etnias, vindos de todas as regiões do estado. Durante os 3 dias, foi possível aproximar os jovens de assuntos complexos e que fazem parte da vida adulta de todo cidadão.

Leia mais: JUVENTUDE INDÍGENA

VI Encontro Estadual dos Jovens Indígenas do Estado de Roraima

A Coluna publica abaixo matéria produzida por (CIRR) Maiara Wapixana e Junior Nicácio.

O Encontro será realizado na comunidade Barata, região Taiano, Município de Alto Alegre.  Estão convidados Jovens Indígenas de todas as etno região de Roraima, dos povos Macuxi, Wapichana, Ingariko, Patomana, Taurepang, Sapará e Yanomami.  

Leia mais: VI Encontro Estadual dos Jovens Indígenas do Estado de Roraima

As eleições, os parentes e o mundo todo.

Sabemos que temos alguns candidatos indígenas na disputa eleitoral deste ano e esse é um assunto que interessa a todos. Em geral, a candidatura de um cidadão indígena é percebida no meio político como uma luta de classe, de interesses voltados para as demandas dos povos indígenas e ponto. Mas o que será que tem de importante para o todo uma candidatura tida como minoritária?

Leia mais: As eleições, os parentes e o mundo todo.

Olá parentes!

Ficamos duas semanas sem publicar. Não tem problema, nossos textos anteriores são sempre atuais. Durante esses dias de ausência, estivemos, claro, entre os parentes.  Começou no dia 25 de agosto e segue até dia 13 de setembro, uma intensa movimentação dos povos indígenas em torno da Cultura, da Arte e da Educação. A Exposição Meu Vizinho Karaiwa! já levou mais de 1.000 pessoas  para o Espaço de Arte e Cultura União Operária. A Exposição coletiva é o ponto alto do Encontro de Todos os Povos, que está na sua segunda edição. Toda esta movimentação, que compreende também a Semana dos Povos Indígenas da UFRR, é fruto de um esforço coletivo de pessoas, instituições e empresas.

Vamos listar as principais atividades realizadas nestes dias, mostrar algumas fotos e dizer como isso se relaciona com nossa realidade local, regional e global.

Organizando os fatos, registrando e dando dicas importantes.

Leia mais: Olá parentes!

Vendo esses carros passando

Vendo esses carros passando; vai e vem de poeira. Lendo essas manchetes e vendo o que meus filhos fazem; volto logo pros meus poucos dias de rotina. Depois, já não sei! Imagino, mas tudo vai prosseguir de algum modo. Posso dizer, vi a mudança na minha frente. Coisas de nossos antepassados vão ficando cada vez mais nos livros, cada vez mais distantes, ausentes. E um novo mundo toma conta da terra e tudo que não se arranja desaparece, talvez, sem transformar-se, sem poder seguir a regra. Tudo adquire outro significado; as atenções obedecem a outros estímulos e a natureza passa de categoria, de conceito, desfaz sua função no todo. O humano se coloca em outro estágio; meio domínio em despedida de si mesmo, apagando seus últimos rastros, pois sabe que ali não voltará. Não com esses rastros nem com essa matéria, mas em uma energia diferente; algo que foi criado para esse espaço de tempo de nossa ‘evolução’.

Obras