Vice & Versa
Open Panel
Shirley

Danilo Rodrigues

Ele é responsável, disciplinado e comprometido com o que faz e já tem muitos fãs. Estou falando de Danilo Rodrigues, um garoto de 12 anos, e um currículo esportivo invejável em virtude das inúmeras conquistas por meio do Judô, um esporte que aprendeu a dominar suas técnicas quando tinha apenas 2 anos e 9 meses. Ao longo da carreira, já são 33 títulos. Danilo é filho de Natalie e Elmer Rodrigues, pais orgulhosos com os resultados obtidos por este jovem, tanto na escola quanto no esporte.

 

Onde estuda e qual a série faz?

Estudo na escola estadual São José e curso o 7º ano.

 

Já tem fãs na escola?

Quando ganho algum título, levo sempre a medalha pra escola e meus colegas correm pra me parabenizar e ver a medalha. Quando dou entrevistas muitos me dizem que assistiram também. Meus colegas, professores e funcionários da escola sempre me tratam com admiração e eu me sinto muito bem por isso."

 

De onde veio o interesse pelo judô?

Eu nem consigo me lembrar, porque comecei a treinar muito pequeno, tinha apenas 2 anos e 9 meses de vida. O judô faz parte da minha vida e do meu crescimento da mesma forma que a minha família e a escola.

 

É complicado conciliar os estudos com treinos e competições?

Lá na escola, os professores e a diretora já conhecem a minha rotina de treinos e viagens, pois a minha mãe sempre está presente lá pra justificar quando preciso me ausentar e a equipe da escola sempre diferencia as datas de trabalhos e provas quando é necessário. Quando preciso fazer tarefas e trabalhos, muitas vezes tenho que fazer no horário de almoço antes de ir pra escola ou até mesmo quando chego dos treinos à noite. O importante é saber administrar os dois!

Quando você percebeu que estava pronto para competir?

No começo eu levava o judô como uma brincadeira, mas quando tinha 5 anos comecei a competir aqui e ganhar títulos, então minha mãe  decidiu que eu poderia ir pra minha primeira competição fora do Estado. Quando que tinha 6 anos fomos para Manaus e me destaquei lá, o que chamou a atenção de alguns professores amazonenses. De lá pra cá não parei mais.

 

Quantos títulos você conquistou como atleta de judô?

Já conquistei 33 títulos, desses apenas 3 bronzes e uma prata, os outros 29 são todos de ouro.

De quais competições você já participou?

Foram várias, que não seria possível dizer todas aqui. Rsrs

Mas sou hexacampeão estadual e há 3 anos lidero o ranking anula do Amazonas. Neste ano, fui ouro nos eventos Copa Fejama (Federação de Judô do Amazonas), Copa Cidade de Boa Vista e Copa Roraima de Judô, além de campeão da seletiva para o Campeonato Brasileiro de Judô. No mês de julho, representei o Brasil no Junior US Open, em Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, evento que reuniu atletas de toda a América, Europa e Ásia.

 

Tem algum título em especial que você está treinando para conquistar?

No momento estou treinando para a Copa Internacional Fortaleza, que acontecerá no mês de novembro na capital do Ceará e reunirá judocas de vários países.

 

Pretende seguir com a carreira de judoca ou futuramente pensa em abandonar o esporte para cursar uma faculdade?

Na verdade, uma coisa complementa a outra, pois caso eu continue me destacando no judô, provavelmente conseguirei no futuro uma bolsa de estudos para representar alguma universidade. Os atletas da seleção brasileira possuem nível superior por causa dessa facilidade que o judô traz. Pretendo cursar uma faculdade sim, mas o meu sonho é que aconteça dessa forma. Inclusive, devido ao meu destaque e vitórias no Amazonas, foi oferecida a mim uma bolsa de estudos integral no Colégio La Salle, uma das melhores escolas de lá e que tem uma equipe de judô muito forte.

 

Qual seu objetivo como atleta de judô?
O meu maior sonho é ser campeão olímpico e mundial.

 

Quem são seus patrocinadores?
Quero agradecer aqui a eles que tornam meus sonhos realidade: Prefeitura de Boa Vista e FETEC, deputado estadual George Melo, vereador Renato Queiroz, X.com, Eucatur e Farmavita.