Home
Open Panel
Shirley

Sistema operacional da caixa d'água do Cidade Satélite entra em fase de testes

A entrega da construção acontece até final de abril e vai beneficiar cerca de 40 mil moradores da região
A entrega da construção acontece até final de abril e vai beneficiar cerca de 40 mil moradores da região

A Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) iniciou esta semana, a fase de testes do sistema de abastecimento do CRD (Centro de Reservação e Distribuição) do Bairro Cidade Satélite. A previsão é que até final de abril o sistema esteja em plena operação.

Com capacidade para armazenamento de 2,1 mil litros, a unidade vai garantir o abastecimento de água em um dos pontos mais críticos da capital, beneficiando em média 40 mil pessoas.

O governador Antonio Denarium, junto com o presidente da Caer, James Serrador e diretores da empresa, estiveram na obra na quarta-feira, dia 1º, para supervisionar o andamento dos trabalhos. “A conclusão dessa obra é um trabalho do Governo do Estado por meio da Caer. Mais um compromisso de campanha, que estamos horando. O Governo continua organizando as contas e aplicando corretamente o dinheiro público, e essa obra mostra que o benefício está chegando na casa das pessoas e de suas famílias, com mais água tratada e mais saúde”, enfatizou o governador.

Conforme o presidente da Caer, a gestão tem buscado meios para solucionar a falta de água nos bairros. “O bairro Cidade Satélite e região, são abastecidos pelo CRD do Caranã, que fornece água para mais seis bairros, o que acaba prejudicando o fornecimento em alguns pontos. Além de ativar a caixa d'água, foi iniciado também a perfuração de mais um poço artesiano no conjunto Cidade Universitária”, explicou Serrador.

A obra teve início em 2012, passou por duas gestões e foi interrompida com cerca de 80% dos trabalhos concluídos, devido a empresa responsável pela execução ter abandonado o serviço. Em 2019, foi feita uma nova licitação para conclusão, no valor de R$ 1.321.811,78.

O CRD da rede de abastecimento de água do bairro Cidade Satélite compreende um reservatório apoiado de 1.800 mᶟ, um elevado de 300 mᶟ, uma estação elevatória de água tratada, um prédio para abrigar a unidade de tratamento de água, além de dois poços profundos.

(Fonte: Ascon Caer) 

Marleide Cavalcanti